Ministro da Fazenda

Haddad diz que a intenção é votar a reforma tributária nesta semana

O ministro afirmou que o governo quer uma votação expressiva e disse esperar mais de 257 votos

acessibilidade:
Ministro da Fazenda, Fernando Haddad. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr).

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou que a expectativa é que o texto da reforma tributária seja votado ainda nesta semana na Câmara.

A declaração de Haddad ocorreu após reunião nesta terça-feira (9) com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e líderes da Casa.

O ministro afirmou que há pontos a serem discutidos.

“Os líderes irão voltar para suas bancadas para levar o posicionamento dos deputados que se reuniram agora na residência oficial e devem dá uma devolutiva amanhã cedo. A intenção é votar esta semana”, afirmou Haddad em entrevista coletiva.

O ministro da Fazenda afirmou ainda que o governo quer uma votação expressiva e disse esperar mais de 257 votos (número suficiente para aprovação da proposta).

Haddad destacou também que a carne tem o maior impacto sobre a alíquota geral.

“O da proteína animal é o mais relevante mas, não é o único. Tem outros”, afirmou.

Reunião desta terça

A discussão central entre os líderes gira em torno das mudanças propostas pelos deputados em relação à alíquota padrão do Imposto sobre Valor Agregado (IVA), que atualmente está fixada em 26,5%.

O IVA é uma combinação do Imposto sobre Bens e Serviços (IBS) e da Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS).

Na recente regulamentação da reforma tributária, os parlamentares ampliaram o desconto na alíquota para a construção civil, reduzindo-a em 40% em relação ao valor total do IVA.

Além disso, absorventes e produtos de higiene menstrual foram incluídos na alíquota zero, enquanto carros elétricos e jogos de azar foram incorporados ao imposto seletivo.