Gustavo Gayer

Deputado anuncia CPI para investigar empresa acusada de ‘espalhar fake news’

O parlamentar afirma que a CPI vai investigar supostas práticas de fake news nas redes sociais envolvendo a Mynd e pessoas ligadas a empresa

acessibilidade:
Deputado federal Gustavo Gayer. (Foto: Reprodução/ Câmara dos Deputados).

O deputado federal Gustavo Gayer (PL-GO) apresentou nesta quarta-feira (3), um requerimento de pedido para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com o objetivo de investigar o grupo ligado à agência Mynd.

No ‘X’, antes conhecido como ‘Twitter’, o parlamentar destacou a importância de expor o “verdadeiro gabinete do ódio”.

“Estou protocolando, agora, um requerimento de abertura de uma CPI para investigar a MYND, seus sócios, perfis e influenciadores sob sua gestão. Vamos expor de uma vez por todas o verdadeiro GABINETE DO ÓDIO – CPI da verdadeira Milícia Digital!”, declarou o deputado.

Agência Mynd:

Como foi noticiado pelo Diário do Poder, já ultrapassa a marca de 1,5 milhão de acessos a série de posts do influenciador Rodrigo da Silva, mostrando a relação da agência de publicidade Mynd com indústrias que movimentam o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e até órgãos governamentais, fazendo funcionar uma máquina fabricadora de fake news, capaz de destruir reputações e servir a interesses políticos.

 

Reportar Erro