FAB

Drone usado no apoio às vítimas de enchente cai no Rio Grande do Sul

O equipamento era utilizado para vasculhar regiões atingidas e identificar pessoas em perigo

acessibilidade:
A FAB anunciou que o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) investigara o ocorrido para determinar as causas do acidente. FOTO: Reprodução X

Um drone da Força Aérea Brasileira (FAB) caiu em área desabitada, na terça-feira, 7, durante voo de auxílio às vítimas de enchentes no Rio Grande do Sul. Apesar da colisão com o solo, ninguém ficou ferido.

O drone, modelo RQ-900, fabricado em Israel, enfrentou uma falha técnica e caiu em uma área desabilitada. A aeronave pilotada de forma remota, atua com sensores de câmeras em alta definição que identificam vítimas em áreas isoladas e enviam suas coordenadas a helicópteros de resgate.

Segundo nota da FAB, divulgada nesta quarta-feira, 8, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) vai investigar o problema.

A Força Aérea informou que o drone já havia sido usado em três missões, totalizando 24 horas de voo, e auxiliado no resgate de 36 pessoas.

Para evitar problemas com as aeronaves que atuam nos resgates, o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) proibiu que drones particulares sejam usados nas áreas comprometidas pela chuva.

Reportar Erro