Auditório da Finatec

Seminário debate em Brasília pauta de esquerda em universidades

Evento irá discutir o "avanço da direita" e riscos de um "capitalismo tardio"

acessibilidade:
Sede da Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec).

Professores de nível superior, inclusive de cursos de graduação e pós-graduação, educadores com mestrado e doutorado, além de estudantes orientados, participam em Brasília do VII Seminário Internacional de Política Social promovido esta semana, de quarta (3) a sexta-feira (5), aparentemente reservado apenas a ativistas de esquerda.

Organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Política Social (PPGPS) da Universidade de Brasília (UnB), o ato será realizado no auditório da Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec), no Campus Darcy Ribeiro, da UnB.

O VII Seminário, que foi suspenso em 2020 em decorrência da pandemia, tem viés nitidamente ideológico: “Desafios para a Política Social e a Democracia no Capitalismo Tardio: tecnologia, corporações, desinformação e o avanço da direita”.

De acordo com a coordenadora, professora Sílvia Cristina Yannoulas, ao longo de três dias serão debatidos os dilemas da política social em meio a transformações estruturais e históricas que interpelam a democracia como processo e valor universal.

Em 2002, por ocasião da inauguração do doutorado, o Programa de Pós-graduação de Política Social organizou o I Seminário Internacional intitulado “Novos Paradigmas da Política Social”. Em 2004 e 2006 foram realizados, respectivamente, o II e o III Seminários com os temas “Política Social: Alternativas ao Neoliberalismo” e “Política Social, Justiça e Direitos de Cidadania na América Latina”.