Obras no DF

Ibaneis Rocha autoriza construção da primeira creche do Governo do DF em Taguatinga

De acordo com o GDF, a obra pode gerar cerca de 50 novos empregos

acessibilidade:
De acordo com secretaria de Educação, a creche será construída no mesmo terreno de outras quatro escolas, em Taguatinga Norte, com o objetivo de construir um complexo educacional onde a criança começa no Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi), e vai até o ensino médio. (Foto: Renato Alves/Agência Brasília).

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, assinou nesta quarta-feira (10), a ordem para a construção da primeira creche do Governo do Distrito Federal (GDF), em Taguatinga.

“Taguatinga merece todo o nosso carinho e nossa atenção, por isso temos buscado fazer um investimento seguro na região. A obra do Túnel de Taguatinga está próxima de ser entregue; temos a reforma da Avenida Hélio Prates, que está na sua segunda etapa, e sabemos da necessidade de renovação dessas que são as cidades mais habitadas e que têm um comércio muito forte”, celebrou Ibaneis.

De acordo com a secretaria de Educação, a creche será construída no mesmo terreno, em Taguatinga Norte,  onde já existem outras quatro escolas. O objetivo é construir um complexo educacional onde a criança começa no Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi), e vai até o ensino médio.

O administrador de Taguatinga, Renato Andrade celebrou a ação do governador.

“É a primeira creche de Taguatinga; teremos outras duas, mas essa é a primeira. O governo tem tirado sonhos do papel, como o Túnel de Taguatinga e agora essa creche”, destacou.

Segundo o coordenador da regional de ensino de Taguatinga, Murilo Marconi Rodrigues, até o momento a cidade não possui nenhuma creche.

“Em Taguatinga mesmo, não temos nenhum Cepi; este será o primeiro. Temos vinculada à nossa regional uma creche no Areal e uma em Águas Claras, mas, dentro de Taguatinga, nenhuma. Essa creche será importante para suprir a carência e reduzir em cerca de 50% a demanda por vagas”

De acordo com o GDF, a obra pode gerar cerca de 50 novos empregos e será financiada com recursos do governo local e do Fundo Nacional da Educação (FNDE). 

A estrutura da creche será erguida em alvenaria e aço leve, e o espaço terá dez salas de aula, sendo duas salas com fraldário, quatro para alunos de 1 a 3 anos e quatro para alunos de 4 a 6 anos. 

O local também vai dispor de lavanderia, rouparia, copa para funcionários, cozinha, despensa, refeitório, sala de professores, hall de entrada, secretaria, direção, almoxarifado, sala multiuso, pátio coberto, parquinho, estacionamento, playground e banheiros.

Reportar Erro