A importância da doação

Fundação Hemocentro de Brasília vai ajudar na produção de remédios para o SUS

Sangue de doadores vai ajudar na produção de remédios hemoderivados

acessibilidade:
Bolsas de plasma: material é essencial na elaboração de medicamentos para pessoas com deficiência no sangue | Foto: FHB

A Fundação Hemocentro de Brasília (FHB), em parceria com a Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás), ajudará na produção de remédios para o Sistema Único de Saúde (SUS), com a doação de bolsas de plasma.

A iniciativa é da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás), instituição vinculada ao Ministério da Saúde, em parceria com hemocentros de todo o país.

Os medicamentos, hemoderivados, serão produzidos na França, a partir de componentes do sangue de doadores. 

As doações, das bolsas de plasma, excedentes, ou seja, não aproveitadas pela rede pública de saúde do Distrito Federal, estão ocorrendo desde novembro do ano passado. Desde então, a FHB já entregou 8 mil unidades do hemocomponente à Hemobrás.

O plasma será utilizado como matéria-prima para a produção de concentrados de albumina, imunoglobulina e fatores de coagulação VIII e IX, essenciais para o tratamento e a sobrevivência de portadores de doenças conhecidas como coagulopatias.

O diretor de Processamento e Distribuição de Hemocomponentes da FHB, Fábio de França. ressalta que sem essa medicação, pessoas com hemofilia, por exemplo, poderiam sangrar até morrer.

 “Em muitos casos, o tratamento dura a vida inteira, e só o SUS consegue fornecer os medicamentos necessários. A produção é de alto custo e somente feita no exterior. Infelizmente, o Brasil ainda não possui essa tecnologia.”

O presidente da FHB, Osnei Okumoto celebra a participação no projeto.

“Felizmente, agora esse rico material será aproveitado para uma causa nobre. Ficamos orgulhosos de ser um dos fornecedores de plasma no Brasil.”