distrito federal

Neoernergia corta cabos da Vivo e polícia prende seus funcionários

Os dois funcionários que cortaram o cabeamento foram presos em flagrante

acessibilidade:
Funcionários da Neoenergia são presos em flagrante por cortar fios de internet que abastecem órgão públicos do DF. Foto: Neoenergia

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu, na manhã desta sexta-feira (10), dois funcionários da Neoenergia Distribuição Brasília que cortaram cabos de internet, deixando a maioria dos órgãos públicos, hospitais e até delegacias sem conexão com a rede.

Os cabos de fibra ótica percorriam os postes de energia que pertencem à distribuidora, que justificou a ação dos funcionário em prol da segurança.

“Os profissionais estavam exercendo regularmente suas funções, cumprindo a legislação em favor da sociedade, removendo cabos não identificados e que ofereciam risco de segurança à população”, diz em comunicado.

Os dois funcionários foram presos em flagrante pelos agentes da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC), pelo crime de interromper ou perturbar serviço telegráfico, radiotelegráfico ou telefônico, descrito no artigo 266 do Código Penal.

Eles foram liberados após o pagamento de fiança de R$ 1,5 mil.

 

 

 

Reportar Erro