Mais Lidas

superfaturamento

MP investiga ex-secretário de Saúde por suspeita de fraude milionária no Iges-DF

Contratações de leitos de UTI pelo Iges-DF, durante gestão de Francisco Araújo, são investigadas pelo MP e Polícia Civil

acessibilidade:
Ex-secretário de Saúde Francisco Araújo é investigado pela CPI da Pandemia. Foto: Agência Brasília

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) deflagrou, na manhã desta quarta-feira (18), ação para investigar suposta fraude em contratação de leitos de UTI pelo Instituto de Gestão Estratégica em Saúde do Distrito Federal (Iges-DF).

O ex-secretário de Saúde Francisco Araújo é um dos alvos, ele foi preso na Operação Falso Negativo, em agosto de 2020, por possível envolvimento de fraude na compra de testes rápidos para a detecção da Covid-19.

De acordo com as investigações, há indícios de superfaturamento nos contratos firmados entre o Iges-DF e empresas fornecedoras de leitos para Unidades de Terapia Intensiva (UTI) durante os meses de março a outubro do ano passado. O prejuízo ainda não foi divulgado, mas o MP acredita que sejam milhões de reais perdidos.

Mais mortes

As ilegalidades contratuais apontam que a taxa de mortalidade pode ter sido agravada nas unidades de saúde que dispunham de equipamentos e materiais distribuídos pelas empresas investigadas.

Este é o caso do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), que detinham 50 leitos dos 80 contratados. Os demais estavam lotados no Hospital de Base, com 20 leitos, e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Sebastião, 10 unidades.

No HRSM, durante o período de investigação, mais de 80% das pessoas internadas para o tratamento da Covid na UTI vieram a óbito. Isso se deve também, segundo o MP, ao descumprimento dos contratos com a falta de fornecimento de medicamentos e insumos, além de mão de obra insuficiente.

O MP em parceria com a Polícia Civil cumprem 67 mandados de busca e apreensão na capital brasiliense e em mais seis estados: Amazonas; Bahia; Goiás; Rio de Janeiro; São Paulo e Tocantins.

Reportar Erro