Estado de alerta

DF registra recorde de infecções desde o início da pandemia, com mais de 28 mil casos

Nesta quarta-feira a taxa de transmissão bateu a marca de 2,46

acessibilidade:
O estudo foi publicado por pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Foto: NIAID

O Distrito Federal atingiu, nessa quarta-feira (19), o recorde de pessoas infectadas por Covid-19, desde o início da pandemia. De acordo informação divulgada  durante coletiva de imprensa no Palácio do Buriti, atualmente, são mais de 28 mil casos ativos. Foram notificados três óbitos devido a infecção.

Os dados são da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan), referentes a hoje (19) e mostram que o DF  tem 28.012 casos.

 

Taxa de transmissão

De acordo com o boletim da secretaria de Saúde, divulgado hoje, a taxa de transmissão está em 2,46. Em 24 horas foram registrados 2.308 novos casos da infecção.

A figura mostra que os maiores valores de R(t) registrados foram em março 2,61 e 2,25. Com oscilações abaixo de 2.0 entre os meses de abril a julho, e atualmente com um R(t) de 2,46.

 

Reportar Erro