Nota de Repúdio

Deputados tentam fazer GDF anular reajuste nos ônibus

Distritais repudiam aumento de até 40% nas passagens de ônibus

acessibilidade:

Os deputados distritais que integram a CPI do Transporte aprovaram ontem (24) Nota Pública de Repúdio contra o reajuste nas tarifas de ônibus no DF. Desde o início desta semana, as passagens tiveram um aumento médio de 40%. "Espero que o governo volte atrás em sua decisão", afirmou Raimundo Ribeiro (PSDB).

A nota foi aprovada por todos os integrantes da CPI do Transporte: Renato Andrade (PR), Raimundo Ribeiro (PSDB), Ricardo Vale (PT), Sandra Faraj (SD) e Rafael Prudente (PMDB).

Ontem, o deputado Ricardo Vale (PT) apresentou o Projeto de Decreto Legislativo para que os aumentos sejam anulados.  Pelo menos 14 parlamentares foram favoráveis à proposta.

Pacote amargo

No início da semana passada, o governador Rodrigo Rollemberg divulgou um pacote de medidas para tentar contoranar a crise financeira do Distrito Federal. Entre as propostas estão o aumento na tarifa do transporte público. A medida gerou revolta e manifestações na cidade.

Confira os novos preços:

Ônibus

R$ 1,50 – R$ 2,25

R$ 2,00 – R$ 3,00

R$ 2,50 – R$ 3,00

R$ 3,00 – R$ 4,00

Metrô

R$ 2,00 (fins de semana e feriados) e R$ 3,00 – R$ 4,00

Linhas rurais

R$ 2,00 – R$ 3,00

R$ 2,30 – R$ 3,00

R$ 2,40 – R$ 3,00

R$ 3,00 – R$ 4,00

Expresso Sul

R$ 3,00 – R$ 2,25

Reportar Erro