Mais Lidas

Deputado apagado

Deputado medíocre, Cícero pode perder o mandato por infidelidade

Nada a ver com atuação medíocre: é que ele trocou de partido

acessibilidade:

A executiva nacional do PRTB pediu a cassação do deputado Cícero Almeida (AL) por meio de uma Ação de Decretação de Perda de Cargo Eletivo protocolada nesta sexta-feira (30) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A alegação é que o parlamentar trocou de partido, filiando-se ao PSD, o que é proíbo por lei. Está em causa, também, o valor que a direção do PRTB recebe do fundo partidário, reduzida drasticamente quando não há representação federal.

A troca de partido sem o risco de perda de mandato somente acontece quando o parlamentar se une a um grupo ou movimento para fundação de outro partido, ou quando há insuperável divergência programática, caracterizada, por exemplo, quando sigla adota uma atitude que se choca com as convicções do político. Para o partido, nenhum dos motivos elencados pelo deputado constituem justa causa.

Ex-prefeito de Maceió por duas vezes, Cícero Almeida é um dos políticos mais populares de Alagoas, e seu nome aparece forte nas pesquisas sobre intenção de votos para prefeito, em 2016. Ele tem sua trajetória marcada pela troca de partidos. Já se filiou a quase todos, à exceção daqueles ligados à esquerda. Fez um elogiável primeiro mandato como prefeito, mas não repetiu o desempenho no segundo mandato.

Cícero tem modestíssimo desempenho como deputado federal. No site da Câmara, em geral generoso até com deputados medíocres e apagados, é preciso persistir muito para encontrar qualquer registro da presença de Cícero Almeida. Em sua única foto, ele aparece ao lado do deputado Eduardo Cunha, presidente da Casa, e de outros parlamentares, na divulgação dos agraciados de um prêmio sem qualquer relevância.

A ação do PRTB acusa Almeida de desfiliação partidária sem justa causa, por isso solicita a perda do mandato e a nomeação do suplente, Val Amélio (PRTB), que obteve 58.095 votos nas eleições passadas. A iniciativa pede também, em caráter liminar, que Cícero Amélio seja imediatamente afastado de suas atividades na Câmara dos Deputados.
O PRTB alega que Cícero Almeida era seu único representante na Câmara e que por isso ficou sem representação no Congresso. 

Vídeos Relacionados