Mercado

Demanda fraca e oferta elevada pressionam preços da tillápia

Mesmo com um ritmo acelerado de embarques do produto, não foi possível evitar uma queda nos preços internos

acessibilidade:
Os dados são do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). (Foto: Pixabay).

No mês de maio, o mercado de tilápia apresentou uma demanda mais lenta, ao mesmo tempo em que a oferta de peixes estava em alta.

Esse cenário resultou em uma pressão sobre os preços em todas as regiões monitoradas pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

De acordo com os pesquisadores do Cepea, mesmo com um ritmo acelerado de embarques do produto, não foi possível evitar uma queda nos preços internos.

O fenômeno é atribuído à dinâmica do mercado e às condições de oferta e demanda.

Os pesquisadores também destacam que este período do ano é caracterizado por desvalorizações. Isso se deve à redução da demanda com a chegada de temperaturas mais amenas, o que pode afetar o consumo de peixes.

Em relação às exportações brasileiras de tilápia, incluindo filés e produtos secundários, houve um aumento significativo. Em maio, o volume embarcado atingiu 1,389 mil toneladas.

O volume representa um aumento expressivo de 65,7% em relação a abril e de 40% em comparação com maio do ano anterior (2023), de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).