Violência na política

Zema manda investigar ameaças de matar e estuprar políticas mineiras

Sem citar vítimas, governador mandou Segurança Pública proteger vereadoras de BH e deputadas estaduais que denunciaram ameaças

acessibilidade:
Governador de Minas Gerais Romeu Zema (Novo).

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo) determinou a abertura de investigação das ameaças de morte e de “estupro corretivo” recebida por vereadoras e deputadas mineiras. A notícia foi dada em publicação nas redes sociais, em que o chefe do Executivo Mineiro afirma que mandou as Forças de Segurança protegerem as parlamentares, com quem solidarizou-se pelas gravíssimas ameaças.

“Determinei às Forças de Segurança proteção às deputadas e vereadoras ameaçadas e investigação pra encontrar os responsáveis. Divergências políticas são resolvidas com diálogo, nunca na violência. Minha solidariedade às parlamentares Mineiras diante das gravíssimas ameaças”, disse Zema, em suas redes sociais.
As políticas de esquerda que denunciaram as ameaças não foram citadas por Zema. Mas se trata das vereadoras do PSOL de Belo Horizonte, Iza Lourença e Cida Falabella, e das deputadas estaduais Bella Gonçalves (PSOL) e Lohanna França (PV). Além destas, outras políticas de esquerda de outros estados sofreram ameaças de morte, bem como de estupro, que para os criminosos serviria como forma de “corrigir” as orientações sexuais de algumas delas.

Reportar Erro