Obrigatória no 1º voto

TSE tenta atrair eleitor para fazer biometria: ‘democracia e digitais’

Meta é conscientizar eleitores a fazer identificação de digitais, obrigatória apenas para novos títulos emitidos

acessibilidade:
TSE destaca papel da biometria das impressões digitais no processo democrático da votação (Foto: Reprodução/YouTube justicaeleitoral)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou em rede nacional sua campanha para conscientizar eleitores sobre a importância da identificação biométrica, exigida para novas emissões de títulos de eleitores. Vídeo, spot e cards veiculados desde ontem (1º) serão divulgados até o dia 7 de maio, em emissoras de TV e rádio, nas redes sociais da Justiça Eleitoral e no Portal do TSE.

A campanha “Identificação biométrica – a nossa democracia tem as suas digitais” quer atrair eleitores que ainda não fizeram a coleta de suas digitais, bem como aqueles que pretendem emitir o título eleitoral para votar, pela primeira vez, nas próximas Eleições Municipais de 6 de outubro deste ano de 2024.

O TSE destaca a garantia de segurança e agilidade ao processo de votação através da identificação biométrica, evitando a formação de filas. E cita que o recurso tecnológico está presente em diversas atividades do cotidiano dos brasileiros, principalmente, para fazer suas vozes serem ouvidas no processo democrático de votação nas urnas eletrônicas.

A peça publicitária orienta que a eleitora ou o eleitor que não tiver a biometria cadastrada na Justiça Eleitoral a acessar o site do Tribunal Regional Eleitoral de seu estado, ou procurar o cartório eleitoral mais próximo, e verificar a necessidade de agendamento prévio, até o dia 8 de maio.

Assista:

Reportar Erro