Projeto é de poder

Marinho vê 38º ministério reiterar que Lula não tem projeto de País

Senador líder da oposição critica sanha desenfreada do PT em aparelhar o Estado

acessibilidade:
Senador Rogerio Marinho (PL-RN) lidera oposição a Lula no Senado (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

Durante a sessão  em que senadores confirmaram a criação do novo Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, o líder da oposição no Senado, Rogério Marinho (PL-RN), criticou o que chamou de sanha desenfreada do governo de Lula (PT) de aparelhar o Estado. Para o senador, o 38º ministério do petista reforça o foco em um projeto de poder do petista, bem como a ausência de um projeto de País.

O ex-ministro do Desenvolvimento Regional de Jair Bolsonaro (PL) voltou a indicar que a população é penalizada pelo sacrifício da eficiência da administração pública no governo de Lula. E acusa o petista de ignorar os verdadeiros interesses da sociedade brasileira.

“Não há projeto de País. Há um projeto de poder”, criticou. “Maior parte desses ministros existem apenas para fazer com que o poder seja exercido, independente dos interesses do país”, completou, ao lembrar que o PT já sacrificou aliados de primeira hora, na tentativa de cooptar partidos na Câmara dos Deputados.

O Ministério do Empreendedorismo foi criado por Lula em setembro, para acomodar o ex-vice-governador de São Paulo Márcio França (PSB), que deixou o comando da pasta dos Portos e Aeroportos para abrir espaço para o ministro Sílvio Costa Filho e atrair o Republicanos para a base de apoio petista.

Veja o discurso de Marinho:

Reportar Erro