Refinaria em Pernambuco

Lula investirá R$ 6 bi para retomar Abreu e Lima, barrada pela Lava Jato

Senadores petistas anunciaram retomada de obra paralisada pela Lava Jato em 2015, após consumir cerca de US$ 20 bi

acessibilidade:
Refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco. (Foto: Petrobras)

Mesmo com o cancelamento de sua visita marcada para esta sexta-feira (15) a Pernambuco, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mantém seu plano de retomar as obras da refinaria de Abreu e Lima, paralisada em 2015 por denúncias de corrupção da Operação Lava Jato. O aporte de investimentos será de R$ 6 bilhões com perspectivas de gerar 40 mil empregos no município de Ipojuca, conforme anunciado pelo senador Humberto Costa e pela senadora Teresa Leitão, do PT de Pernambuco.

O avanço da obra que já consumiu cerca de US$ 20 bilhões deve ser anunciada em visita do próprio Lula a Pernambuco, que foi remarcada por “questão de agenda”, segundo Humberto Costa. E terá recursos do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (Novo PAC), do Governo Federal, para concluir trens 1 e 2 da refinaria e de sua Unidade de Abatimento de Emissões (Snox).

Sem citar as denúncias da Lava Jato, Teresa Leitão e Humberto Costa exaltam a geração de emprego e renda para Pernambuco, ao anunciarem a retomada do projeto suspeito de sangria de dinheiro da estatal Petrobras, após a tentativa frustrada do governo de Jair Bolsonaro (PL) de privatizar Abreu e Lima, encerrado em 2021, sem compradores interessados.

Abreu e Lima foi parte de um grande escândalo de contratações superfaturadas, fatiadas entre consórcios. Entre os processos que ainda se arrastam na Justiça, está o que levou à condenação, em 2021, de executivos do Grupo Alusa, da Odebrecht e servidores da Petrobras, por um esquema de corrupção envolvendo pagamento de R$ 9,6 milhões em propina, durante a licitação da obra de construção da casa de força da Refinaria Abreu e Lima.

Veja o anúncio de Humberto Costa, no Plenário do Senado:

Reportar Erro