Deboche de R$ 400 milhões

Ciro exige ‘chuva de picanha’, antes do desaforado novo avião para Lula

Senador que preside o PP que governa com o petista cobra promessa de campanha, antes da compra de luxuoso novo avião presidencial

acessibilidade:
Senador Ciro Nogueira -Foto: Edilson Rodrigues/Ag Senado)

O senador piauiense que preside o partido Progressistas no Brasil, Ciro Nogueira, criticou nesta segunda-feira (11) a iniciativa do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de investir dinheiro público na compra de um novo avião presidencial que deve custar entre US$ 70 milhões e US$ 80 milhões, cerca de R$ 400 milhões.

Muito antes do desaforo do gasto com mordomias no novo “aerolula”, Ciro exige que Lula precisa garantir uma “chuva de picanha”, cumprindo a promessa de campanha de fazer a carne nobre chegar à mesa dos brasileiros.

“Lula 3 quer um avião presidencial de 400 milhões de reais. Primeiro a chuva de picanha, depois, ainda assim falar em gasto com mordomias seria um deboche. Primeiro a picanha, avião de 400 milhões muito, muito depois, Lula. O povo não aguenta desaforo”, criticou o senador que foi ministro-chefe da Casa Civil de Jair Bolsonaro (PL) e ainda preside o PP, que recentemente passou a integrar o governo do presidente petista.

O deboche citado por Ciro Nogueira foi objeto de estudo do Ministério da Defesa, que resultou em modelo de avião A330-200. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, Lula e a primeira-dama Janja buscam uma nova aeronave com cama de casal, banheiro com chuveiro, gabinete de trabalho privativo, sala de reuniões e cerca de 100 poltronas semi-leito.

 

Reportar Erro