1,45 milhão de atingidos

Catástrofe no RS já matou 100 gaúchos e afeta 84% das cidades

Defesa Civil contabiliza 417 dos 497 municípios como afetados pelos temporais que atinge 1,45 milhão de habitantes do Rio Grande do Sul

acessibilidade:
As enchentes que assolam o Rio Grande do Sul inundaram maioria das cidades do estado. (Foto: Reprodução/Facebook Governo do RS).

A catástrofe climática histórica já matou 100 e feriu 372 gaúcho, e atinge 84% das cidades do Rio Grande do Sul, de acordo com o balanço atualizado pela Defesa Civil estadual, às 12h desta quarta-feira (8). O relatório que relata ações de resgate contabiliza 417 cidades afetadas, do total de 497 municípios do estado.

Já são 1.456.820 de pessoas afetadas, com quase 163,7 mil desalojados e 66,7 mil vítimas acolhidas em abrigos. Além dos 100 mortos confirmados pelas enchentes, há 128 desaparecidos e quatro mortes em investigação.

O município de Eldorado do Sul, por exemplo, teve 100% de sua área urbana atingida. O que levou o prefeito Ernani de Freitas (PDT) a decidir evacuar toda a cidade, cujo Centro ficou completamente inundado, e a população teve que se abrigar em trecho de rodovia.

“Só pode ficar aqui no nosso município quem terá condições de ficar trabalhando para fazer o rescaldo [de limpeza] da cidade. Porque a cidade está sem água, sem luz, e tomada pela água [das enchentes]. Então, se Deus quiser, apesar de todas essas dificuldades, nós vamos conseguir sair dessa e vamos recuperar a nossa cidade. Eu sei que será difícil. Vamos demorar pelo menos um ano para recuperá-la”, disse o prefeito.

Veja os dados do boletim da Defesa Civil das 12h desta quarta-feira (8):

  • Municípios afetados: 417
  • Pessoas em abrigos: 66.761
  • Desalojados: 163.720
  • Afetados: 1.456.820
  • Feridos: 372
  • Desaparecidos: 128
  • Óbitos confirmados: 100
  • Óbitos em investigação*: 4

*Está sendo apurado se as mortes têm relação com os eventos meteorológicos.

A Defesa Civil estadual garantiu que tem atuado para atender a população afetada e promover a segurança das vítimas. E orienta as pessoas a se cadastrarem para receberem os alertas meteorológicos, enviando o CEP da localidade por SMS para o número 40199. Após uma confirmação ser enviada, o número ficará disponível para receber as informações, sempre que elas forem divulgadas.

“Também é possível se cadastrar via aplicativo Whatsapp. Para ter acesso ao serviço, é necessário se registrar pelo telefone (61) 2034-4611 ou clicando aqui. Em seguida, é preciso interagir com o robô de atendimento enviando um simples ‘oi’. Após a primeira interação, o usuário pode compartilhar sua localização atual ou qualquer outra do seu interesse para, dessa forma, receber as mensagens que serão encaminhadas pela Defesa Civil estadual”, explica o órgão.

Reportar Erro