Infecção na perna

Bolsonaro será transferido de Manaus para Brasília em UTI aérea

Ex-presidente tem novo quadro de erisipela e seu filho prevê para esta segunda-feira sua transferência para capital federal

acessibilidade:
Bolsonaro segue internado desde o último sábado (4). (Foto: Reprodução X/@BolsonaroSP).

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a interromper sua agenda política no Norte do Brasil, ao dar nova entrada no hospital particular Santa Júlia, na tarde de ontem (5), onde segue em tratamento para novo quadro de erisipela. Bolsonaro será transferido para Brasília em uma UTI aérea, ainda nesta segunda-feira (6), cancelando sua visita a apoiadores de Belém, inicialmente marcada para amanhã (7).

De acordo com seu filho e deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), o líder nacional de oposição ao presidente Lula (PT) passa bem, já reage bem a antibióticos administrados contra o quadro da inflamação na pele de sua perna. O próprio ex-presidente atribui seu problema de saúde a uma queda em sua imunidade.

Bolsonaro teve uma série de quadros de mal-estar, desde sua chegada a Manaus, na sexta-feira (3), para lançar o deputado federal Capitão Alberto Neto (PL-A) como pré-candidato a prefeito de Manaus. Chegou a ser levado às pressas para o hospital particular da capital do Amazonas no sábado (4), apresentando inchaço nas pernas e desidratação. Teve alta, participou de evento do PL Mulher com a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro. Mas voltou a ser internado ontem.

Bolsonaro explicou que vive novo quadro de infecção por erisipela e contrariou orientações médicas para viajar ao Amazonas e cumprir os compromissos políticos. E teve seu primeiro desconforto, na sexta, após ser recebido no aeroporto de Manaus e seguir em carreata para almoçar e passear de barco, no Rio Negro.

Reportar Erro