Mais Lidas

Coronavírus

Covid-19 infecta três médicos do IML do Distrito Federal

Até o momento foram confirmados três casos e uma suspeita está sendo apurada

acessibilidade:
O IML lida diariamente com custodiados, tanto com recém-ingressados como os que estão há mais tempo em carceragem Foto: PCDF

Três médicos do Instituto de Medicina Legal (IML) testaram positivo para a Covid-19. Os legistas estão preocupados com a possibilidade de aumento do contágio especialmente pelo número de casos registrados nos presídios do Distrito Federal, que apresentam 893 casos, segundo dados do GDF atualizados na segunda-feira (25).

De acordo com o presidente da Associação Brasiliense de Medicina Legal (ABrML), João Pitaluga, esses foram os primeiros casos confirmados mas existem outros suspeitos. “É sinal que o vírus chegou ao IML”, avisa.

O IML lida diariamente com custodiados, tanto com recém-ingressados como os que estão há mais tempo em carceragem. “O número crescente de casos preocupa bastante, mas as medidas individuais e gerais de proteção têm sido reforçadas e cobradas. Isso é uma forma de minimizar os riscos, mas não eliminá-los”.

O presidente da ABrML ressalta as características de vulnerabilidade nos presídios causadas pela aglomeração de pessoas, pouca ventilação e a alta transmissibilidade do vírus.

Para evitar o aumento do contágio, Pitaluga diz que o uso de equipamentos de proteção individual é fundamental assim como manter a distância adequada durante os exames periciais. “Temos tido contato apenas quando necessário para a perícia, realizado necropsias sem abertura dos corpos, e higienização constante das superfícies e das mãos com álcool”, ressalta o presidente.

Vídeos Relacionados