LDO

Congresso derruba veto de Lula que autorizava Estado a financiar mudança de sexo e promover aborto

Autor de emenda para barrar o financiamento foi o deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP)

acessibilidade:
Plenário da Câmara dos Deputados. (Foto: Deborah Sena)

Câmara e Senado derrubaram, nesta terça-feira (28), o veto parcial do presidente da República sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias, que bloqueou emenda de autoria do deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP), para impedir que a destinação de verbas que incentivem temas como aborto legal, cirurgia de mudança de sexo, em crianças e adolescentes e incentivo à invasão de terras.

O dispositivo também impede o uso de dinheiro público para promover ações que influenciem crianças ou jovens e adolescentes a terem ‘opções sexuais diferentes do sexo biológico’ ou para financiar iniciáticas que visem  “desconstruir, diminuir ou extinguir o conceito de família tradicional, formado por pai, mãe e filhos”.

Deputados derrubaram o veto de Lula com um placar de 339 votos para derrubada do veto e 107 para manutenção. No Senado, foram 47 votos para derrubada e 23 pela manutenção.

 

 

 

Reportar Erro