Mais Lidas

Margem segura

Com 62% dos leitos de UTI ocupados, DF recebe reforço de mais 150 respiradores

Dentro de um mês serão 850 leitos de UTI no DF, superando a meta inicial de 800

acessibilidade:

A Secretaria de Saúde recebeu 150 respiradores (ventiladores pulmonares) para melhorar a estrutura dos hospitais públicos do Distrito Federal e ampliar a capacidade de atendimento da rede. O repasse foi feito pelo Ministério da Saúde e vai beneficiar treze unidades hospitalares.

Hoje com 62% dos leitos de UTI ocupados no DF, a entrega dos 150 respiradores reforçou a convicção do governador Ibaneis Rocha na capacidade das unidades públicas de atender a demanda. Ele negocia mais equipamentos, de modo a atingir 850 leitos no total em um mês, superando a meta de 800 leitos.

O site Antagonista chegou a divulgar neste sábado (27) que as unidades públicas de saúde do DF estariam na iminência de colapso, mas a informação era falsa, segundo fontes da Secretaria de Saúde.

“Queremos agradecer ao Governo Federal e ao ministro Eduardo Pazuello. Trata-se de uma aquisição importante num momento de pico da pandemia não apenas no Distrito Federal, mas, em todo o país. A rede pública de saúde do DF poderá ampliar sua capacidade de atendimento dos casos graves da Covid-19, dando uma assistência melhor e mais digna aos pacientes e ajudando a salvar vidas”, comemorou o secretário de Saúde, Francisco Araújo.

Do total de aparelhos, 60 são de transporte e emergência e 90 mecânicos (IX5). Os ventiladores pulmonares foram distribuídos da seguinte forma:

Hospital Regional de Planaltina – 11 respiradores mecânicos e cinco ventiladores de transporte;
Hospital Regional de Sobradinho – oito ventiladores mecânicos e dez ventiladores de transporte;
Hospital da Região Leste – 13 ventiladores mecânicos e cinco de transporte;
Hospital Regional do Guará – três ventiladores mecânicos e seis de transporte;
Hospital Regional de Samambaia – cinco ventiladores mecânicos e cinco de transporte;
Hospital Regional de Taguatinga – 13 mecânicos e cinco de transporte;
Hospital Regional do Gama – 11 mecânicos e cinco de transporte;
Hospital Regional da Asa Norte – 15 mecânicos e nove de transporte;
Hospital Universitário de Brasília – três mecânicos;
Hospital Regional de Ceilândia – cinco de transporte;
Hospital Regional de Brazlândia – quatro mecânicos e cinco de transporte;
Hospital São Vicente de Paulo – dois mecânicos;
Hospital de Apoio de Brasília – dois ventiladores mecânicos;

Reportar Erro