DIEESE

Cesta básica no DF é a mais cara do país

Custo em janeiro representou 55,77% do salário mínimo

acessibilidade:

A cesta básica em Brasília apresentou o custo mais elevado do país, estimada em R$ 451,76 superou o preço de São Paulo R$ 448,31 e do Rio de Janeiro R$ 448,06. Na comparação entre os meses de dezembro de 2015 e janeiro de 2016 foi observado aumento de 13,32% . Os dados são da pesquisa feita pelo DIEESE realizada em 27 cidades.

Houve aumento de todos os produtos da cesta básica e alguns itens tiveram percentual superior ao do total da cesta, como é o caso do tomate (51,93%), da batata (27,56%), do açúcar (17,89%) e da banana (17,14%). Em menor magnitude, variaram os preços do leite (8,60%), da carne (7,50%), do óleo de soja (6,75%), do café (4,24%), da farinha (2,75%), da manteiga (1,68%), do feijão (1,36%), do arroz (1,30%) e do pão (1,28%).

Para adquiri os produtos da cesta básica, o trabalhador brasiliense que tem rendimento equivalente aos do salário mínimo, R$ 880,00, precisou cumprir em janeiro uma jornada de 112 horas e 56 minutos, superior as 111 horas e 18 minutos necessárias em dezembro de 2015.

O custo da cesta básica em Brasília representou, em janeiro de 2016, 55,77% do valor do salário mínimo líquido, isto é, após o desconto da contribuição previdenciária. Em dezembro do ano passado, tal custo comprometia 54,99% do salário mínimo líquido.

Reportar Erro