Capital high tech

Em Brasília, turista é orientado via Bluetooth

Brasília é a primeira cidade do mundo a orientar turistas via Bluetooth

acessibilidade:

Foi lançado em Brasília, nesta terça-feira (3), o aplicativo Beekme, que permite aos usuários, via Bluetooth, terem explicações específicas e instantâneas sobre os monumentos, atrações turísticas e os respectivos acervos enquanto fazem passeios e visitas na capital federal.

A tecnologia, compatível com as plataformas iOS e Android, é gratuita e interativa. O aplicativo pode ser baixado na AppStore ou na Google Play. À medida que o visitante se aproxima de cada ponto cadastrado, dentro ou fora de um local turístico, os dados são transmitidos ao celular automaticamente, caso o sistema Bluetooth e o GPS estejam ativados.

Por meio de avisos luminosos na tela bloqueada, o usuário fica ciente de que as informações daquele ambiente estão disponíveis em seu aparelho.Se optar por acessá-las, o aplicativo leva o usuário diretamente às informações. Caso opte por abrir o aplicativo, a tela inicial mostra um mapa e uma lista com os locais cadastrados.

Os textos estão disponíveis em português, inglês ou espanhol. Os dados são transmitidos por iBeacons, dispositivos de baixa potência para transmissão de dados por microlocalização. Esse sistema já funciona em caráter experimental em lojas de departamento e supermercados dos Estados Unidos, além de estádios da Liga de Baseball e em unidades da Apple, que patenteou o dispositivo.

O cadastro atual conta com 84 pontos turísticos de Brasília, com 250 iBeacons instalados nas principais obras e monumentos históricos da capital federal. “Brasília é a primeira cidade do mundo toda coberta pelo equipamento”, comemorou o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luís Otávio Neves.

O Beekme foi desenvolvido pela empresa brasiliense de tecnologia Memora Processos Inovadores, que firmou acordo com a Secretaria de Turismo no incentivo e promoção do aplicativo junto à administração de cada ponto turístico.

“Essa tecnologia já funciona fora do país, mas nenhuma de forma tão extensa. Brasília é a única que mapeia a cidade inteira. As vantagens dessa nova tecnologia são o dinamismo e a microlocalização. Se o museu resolve disponibilizar uma informação nova ao turista, basta atualizar no site e é automático. A microlocalização dá uma informação contextualizada de acordo com a localização do turista”, explicou o presidente da Memora, Giovani Salomão.

No evento de lançamento do Beekme também foram entregues 40 carteirinhas do Cadastur para guias de turismo que irão atuar nos próximos cinco anos no Distrito Federal.

Em 2013, o Mtur assinou uma nova Portaria 197, que facilitou a regulamentação dos profissionais de Turismo ao diminuir a exigência de determinados documentos. Em apenas dois meses após a aprovação da norma, o Cadastur apresentou aumento de 125,6% no número de registro que à época saltaram de 82 para 185, e hoje são de 217 profissionais.

“O processo ficou muito menos burocrático e mais barato”, explicou a guia Adriana Simonassi, que renovou sua carteirinha hoje.

No ano passado, a Setur-DF entregou mais de 100 carteiras a guias regularizados no Cadastur e ministrou o Seminário de Sensibilização do Prestador de Serviços Turísticos, para capacitar os profissionais para a Copa do Mundo FIFA 2014 e ressaltar a importância do guia de turismo para o setor. “Os guias são, muitas vezes, o primeiro contato que o turista tem ao desembarcar na capital. Eles exercem um papel importante para o turismo no Distrito Federal ao orientar e fornecer informações sobre a cidade”, apontou o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luis Otávio Neves.

Reportar Erro