Vivia intensamente

Brasileiro mais jovem a morrer do covid-19 no RN tinha 23 anos e obesidade

Com 150 quilos e mais de 1,90 de altura, gastrólogo Matheus Aciole não resistiu à pandemia

acessibilidade:

A segunda vítima fatal do novo coronavírus no Rio Grande do Norte é o brasileiro mais jovem a morrer do covid-19. Com 23 anos, 150 quilos e mais de 1,90 de altura, o gastrólogo Matheus Aciole surpreendeu seus familiares por não resistir à pandemia, por ter uma vida social bem ativa e saudável, apesar da obesidade. A morte foi confirmada no fim da noite de ontem pelas secretarias Estadual da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) e Municipal de Saúde de Natal.

O jovem que fabricava bolos de aniversário e não perdia uma farra vivia intensamente, como lembrou seu irmão Maxwell Aciole, 34 anos. Ele destaca que Matheus era saudável a ponto de pular em três blocos de carnaval por dia e ainda curtir a festa nos camarotes.

O resultado positivo do exame para Covid-19 foi dado após o falecimento do jovem. A Sesap destacou que a vítima tinha obesidade, fator que pode estar associado a quadros graves da doença, segundo pesquisa do Centro Nacional de Pesquisa e Auditoria em Terapia Intensiva do Reino Unido.

Matheus deu entrada em um hospital privado em 24 de março, foi examinado e liberado para voltar para casa, onde deveria manter medicações prescritas para baixar a febre, paracetamol. Ficou isolado por dois dias, sem apresentar melhora. Após procurar o serviço público de saúde na última sexta-feira (27), foi atendido e realizou o teste para o Covid-19. E chegou a ser internado na UTI, antes de morrer.

Jovens morrendo

A Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde têm orientado que alguns grupos são mais suscetíveis ou vulneráveis ao covid-19, como pessoas com mais de 60 anos, diabéticos, hipertensos, quem tem insuficiência renal crônica, doença respiratória crônica ou cardiovascular. Mas também tem sido registras mortes de pessoas mais jovens, sem comorbidades, doenças relacionadas que predispõem o paciente a desenvolver um caso grave.

Em São Paulo, morreu no último sábado após ser infectado pelo novo coronavírus Mauricio Suzuki, um jovem de 26 anos que praticava corrida e chegou a correr maratona.

E, em Rio Bonito, na região metropolitana do Rio de Janeiro, uma mulher de 32 anos teve a morte confirmada por covid-19 na segunda (30). (Com informações do G1)