Mais Lidas

Medida inédita

Brasileira que fala mandarim chefia grupo para expandir comércio com a China

Larissa Wachholz, de 36 anos, é formada na Universidade de Renmin e comanda o "núcleo China"

acessibilidade:
Larissa Wachholz Nucleo China Ministerio da Agricultura
Larissa Wachholz lidera o Núcleo China, do Ministério da Agricultura.

O governo brasileiro adotou uma medida inovadora para turbinar o comercio com a China, principal parceiro comercial do Brasil: designou uma especialista Larissa Wachholz, de 36 anos, que fala mandarim fluentemente e tem mestrado da Universidade de Renmin, para comandar um núcleo pioneiro que se dedica a diversificar e intensificar o comércio com a China, para além de commodities, carne e soja. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Larissa Wachholz tem a missão de azeitar o comércio com a China, que já representa cerca de US$100 bilhões por ano.

A criação do “núcleo China” ocorreu após reuniões entre os presidentes Xi Jinping e Jair Bolsonaro, na China e no Brasil.

Em outubro de 2019, o presidente Xi Jinping tratou com o visitante Bolsonaro do aumento das exportações de carne e café.

Reportar Erro