Mais Lidas

Crise

Aumento do desemprego no Distrito Federal

Em fevereiro 17 mil pessoas ficaram desempregadas

acessibilidade:

A taxa de desemprego subiu no Distrito Federal, segundo dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED)  passou de 17,2% fevereiro para 18,1% em março, o equivalente a 17 mil pessoas a mais desempregadas em um mês. 

De acordo com o levantamento, em fevereiro, 265 mil pessoas estavam desempregadas, contra 282 mil em março. O número também é maior em relação a março do ano passado, quando havia 198 mil sem emprego.

Entretanto a população economicamente ativa aumentou de 2015 para 2016. Segundo a PED, 54 mil pessoas a mais estão aptas a entrar no mercado de trabalho.  Já a quantidade de cargos diminuiu,  foram reduzidos 30 mil postos nesse mesmo período. Segundo a Codeplan, isso explica a elevação do índice de desemprego.

Houve redução no número de trabalhadores com carteira assinada. Em 2015, havia 589 mil empregados com o documento. Em março, registraram-se 571 mil. Em relação a autônomos, porém, o levantamento indica aumento na quantidade. Em um ano, estima-se que 10 mil novos trabalhadores ingressaram nesse tipo de ocupação. A renda média dos trabalhadores autônomos também diminuiu de R$ 1.789 em janeiro para R$ 1.662 em fevereiro. 

O rendimento médio de janeiro e fevereiro de pessoas em alguma ocupação caiu 2,1% de um mês para o outro. No primeiro, a renda média era R$ 2.942; no segundo, foi para R$ 2.879.