Amazonas

Festival de Parintins começa nesta sexta-feira (28); confira a programação

Festa dos visitantes esquenta público dos bois de Parintins; Arena do Bumbódromo terá oito horas de shows

acessibilidade:
Festival de Parintins tem como símbolos o Boi Caprichoso e Boi Garantido. (Foto: divulgação)

O 57º Festival Folclórico de Parintins tem início nesta sexta-feira (28) e segue até domingo (30), no município situado no interior do Amazonas. O espetáculo, que põe os bois Caprichoso e Garantido frente a frente, acontece há mais de 50 anos. A história dos bumbás, no entanto, remete ao início do Século XXI, uma tradição centenária que se mantém viva no imaginário popular.

Além da importância cultural, o Festival de Parintins impulsiona o crescimento de emprego e renda na Ilha Tupinambarana. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Amazonas, o espetáculo deve gerar 2,4 mil empregos diretos e 24 mil indiretos.

Realizada anualmente, a festa dura três dias, com as duas agremiações rivais – o Boi Caprichoso e o Boi Garantido – encenando a lenda da Mãe Catirina com fantasias, músicas e alegorias.

Os bois, juntos, geram aproximadamente 5 mil empregos diretos. Já a perspectiva de movimentação econômica para 2024 é de R$ 160 milhões.

Onde vai acontecer o Festival de Parintins 2024?

O Festival Folclórico de Parintins vai acontecer no Centro Cultural de Parintins, conhecido como Bumbódromo. Sua estrutura lembra o formato de uma cabeça de boi estilizada, com capacidade, na arena, para cerca de 25 mil espectadores.

O espaço foi inaugurado em 1988, mas em 2013 passou por uma completa reestruturação, transformando-se em Centro Cultural. Além de arena do Festival, passou a funcionar como núcleo de formação técnica, com a implantação, no local, do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro.

Segundo dados do Governo do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), o município espera receber cerca de 120 mil turistas.

Programação: quem vai se apresentar primeiro, Garantido ou Caprichoso?

A ordem de apresentação de Caprichoso e Garantido foi definida em sorteio para as três noites do Festival de Parintins 2024. Veja a ordem de apresentação das três noites:

Sexta-feira (28):

Abre: Caprichoso
Fecha: Garantido

Sábado (29):

Abre: Caprichoso
Fecha: Garantido

Domingo (30):

Abre: Garantido
Fecha: Caprichoso

Programação: quais artistas irão se apresentar no Festival de Parintins?

Além das apresentações das agremiações rivais Boi Garantido e Boi Caprichoso durante os três dias do Festival, há ainda o Sunset dos Visitantes. Serão 13h de shows começando às 16h do dia 27 de junho na Praça Digital.

Além do embate entre as equipes azul e vermelha, quem estiver em Parintins poderá ver os shows de:

  • Toada de Roda
  • Curumins da Baixa
  • Antônio Bahia
  • Leonardo Castelo
  • Edilson Santana
  • Uendel Pinheiro
  • Forró Ideal

O evento contará ainda com bares, praça de alimentação e espaços “instagramáveis” com ativação de marcas patrocinadoras.

Outro evento que ocorre no mesmo dia é a Festa dos Visitantes. Marcada para acontecer no Bumbódromo, a festa terá um palco 360º onde as atrações locais e nacionais vão se revezar em oito horas de música.

Belo e Thiaguinho comandam a festa como atrações nacionais. Entre as atrações locais, estão:

  • DJ Rafa Militão
  • Paula Gomes
  • Márcia Siqueira
  • Rebecca Grana
  • Leonardo Castelo
  • Jr. Paulain

O acesso à Festa dos Visitantes 2024, em Parintins, será feito com a troca de ingresso por dois quilos de alimentos não perecíveis, nos dias 25 e 27 de junho.

O ponto de troca será na Escola Estadual São José Operário, na rua Oneldes Martins, Parintins.

No dia 25 serão disponibilizados dez mil ingressos, das 14h às 20h. Já no dia 27, também estarão disponíveis mais dez mil ingressos, que poderão ser trocados das 10h às 15h. Será permitida a troca de apenas um ingresso por CPF.

No dia da festa, os portões serão abertos às 16h. Os shows começam às 17h e seguem até 1h.

Festival Gastronômico completa a programação de Parintins 2024

Além das apresentações de música e folclore, os visitantes do Festival de Parintins 2024 poderão aproveitar o inédito Parintins Moquém Festival.

Nomeado a partir do moquém, um instrumento amazônico usado para grelhar peixes, o evento promete uma imersão na cultura e sabores da Amazônia.

Quatorze chefs assadores brasileiros vão participar do evento gastronômico nos dias 28 e 29 de junho. Inédito na ilha, o festival será realizado no Terreno Planeta Boi, sempre a partir das 11h.

“Vai ser mágico, representativo, autêntico, ancestral. Uma explosão de sabores”, sintetiza Edivaldo Caribé, um dos chefs participantes e curador do Moquém.

Os chefs ficarão em 13 estações disponibilizados no espaço onde serão oferecidas uma variedade de carnes e peixes amazônicos, preparados com a técnica ancestral do moquém.

Festival de Parintins 2024: visitação Guiada ao Bumbódromo

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Amazonas (SEC) liberou também uma série de visitas guiadas ao Centro Cultural de Parintins. A partir desta terça-feira, 25, às 9h, começaram as inscrições on-line para a visitação do Bumbódromo.

O agendamento é sempre feito para as visitas no dia seguinte. Ou seja, os visitantes que agendarem no dia 25 (terça-feira) poderão visitar o espaço no dia 26 (quarta-feira), e assim por diante até o dia 30 de junho, último dia para a visitação.

As inscrições serão realizadas de forma online através do site da SEC

Os visitantes terão a oportunidade de passar 40 minutos imersos na cultura folclórica de Parintins por meio de exposições, murais, esculturas e a apresentação de uma peça teatralizada.

Os grupos da visita mediada serão compostos por dez pessoas acompanhadas de um monitor cultural. Entre as atrações do Circuito Cultural estão os murais “Patrimônio em Festa” e “Memória Afetiva dos Bois – Bumbás”, além de esculturas em alto-relevo na área externa do Bumbódromo que exaltam os artistas e a cultura parintinenses.

Segundo o turismólogo do Festival, Jair Almeida, os visitantes vão conhecer não só a logística de como acontece a apresentação do festival, mas também a história do Bumbódromo.

“Toda a história desde sua primeira criação, a história do auto do boi e, principalmente, a história dos dois criadores dos bumbás, tanto o Roque Cid, quanto o Lindolfo Monteverde.” disse.