Contra pandemia

Universidades públicas suspendem aulas em Alagoas, para evitar contágio

Ufal e Uncisal tomam medida emergencial e discutem plano de contingência

acessibilidade:

As universidades Federal de Alagoas (Ufal) e Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) anunciaram que as atividades acadêmicas serão suspensas por tempo indeterminado como medida preventiva contra a pandemia do coronavírus.

A decisão colegiada dos diretores de Unidades Acadêmicas e da gestão central da Ufal foi tomada em reunião realizada na tarde de ontem (16), em todos os campi. Já na Uncisal, as aulas serão suspensas a partir desta quarta-feira (18), e os integrantes do Conselho Superior Universitário (Consu) foram convocados extraordinariamente para discutir a estratégia da universidade estadual diante da proliferação do coronavírus.

O calendário acadêmico da Ufal é unificado e todos os campi começariam ontem o novo semestre letivo. As iniciativas acompanham medida análoga adotada por outras instituições de ensino superior públicas e privadas de Alagoas e do Brasil.

Durante a reunião que decidiu pela suspensão das atividades acadêmicas na Ufal, a médica infectologista do Hospital Universitário, Sura Amélia Félix, falou sobre a pandemia do Covid-19, apresentando um panorama dos casos e das medidas já adotadas pelo HU e pela a área de saúde no estado e no país.

Reunião emergencial

Por meio de nota, a Uncisal informou que seu conselho se reúne a partir das 16h de hoje, no Mega Auditório Djalma Brêda, no prédio-sede. E justificou que, por se tratar de medida emergencial sobre a saúde coletiva da comunidade acadêmica, a presidência do Consu antecipou o prazo regimental de 72 horas para convocação de reunião e pede a compreensão dos conselheiros.

A Uncisal orientou que somente conselheiros estarão presentes, seguindo orientações de Decreto Governamental, que determina a suspensão de reuniões com a participação de mais de 100 integrantes. Na oportunidade, será ouvido o infectologista e professor Dr. Fernando Maia.

“A Reitoria da Uncisal ressalta que tem adotado uma série de medidas preventivas desde a semana passada e que, como instância máxima da universidade, cabe ao Consu deliberar sobre medidas mais austeras”, disse a nota.

Reunião do Consuni da Ufal. Foto: Ascom Ufal/Arquivo

Plano de contingência

No encontro, coordenado pelo reitor Josealdo Tonholo e pela vice-reitora Eliane Cavalcanti, foi apresentado o Plano de Contingência para o Covid-19 da Universidade, documento que define as linhas mestras de atuação da Ufal neste período. Confira o plano na íntegra no arquivo abaixo.

O documento foi apresentado na reunião pelo pró-reitor de Gestão Institucional, Renato Miranda. O dirigente explanou sobre as diretrizes e medidas administrativas e acadêmicas a serem adotadas pela instituição, compondo o corpo de ações que devem ser implementadas nos próximos dias visando preservar a saúde e segurança dos servidores técnicos e docentes, estudantes e terceirizados.

Enquanto as atividades acadêmicas presenciais estão suspensas em todos os campi da capital e do interior, as atividades administrativas terão redução de presença, com os servidores trabalhando remoto de suas casas em alguns casos. As empresas terceirizadas contratadas pela Ufal terão também que apresentar um plano de contingência, segundo as especificidades dos serviços prestados.

O Restaurante Universitário (RU) irá fornecer alimentação apenas para os estudantes da Residência Universitária (RUA), que também deve ter maior controle no fluxo de visitantes.

Reportar Erro