Mais Lidas

Campanha na mídia

Financiador misterioso banca ida de repórteres para entrevistar Renan, em Maceió

Passeio de 290 km entre o sertão e a capital contou com almoço grátis

acessibilidade:
Comitiva de comunicadores sertanejos viajaram horas para entrevistar Renan. Foto: Divulgação

No último dia 27, um grupo de comunicadores de veículos de imprensa foi colocado em uma van e transportado a custo zero do Sertão até a capital de Alagoas. A comitiva composta em grande parte por radialistas atendeu a um convite para uma entrevista coletiva, feito por uma interlocutora da campanha de Renan Calheiros (MDB) à reeleição. O passeio oferecido foi bancado por um financiador misterioso.

A agenda que incluiu o custeio da viagem e do almoço cumpriu o objetivo de garantir a Renan espaço para a veiculação de suas declarações na imprensa sertaneja e ainda, claro, pose para foto comum àquelas utilizadas para demonstrações coletivas de musculatura política de candidatos e de adesão a candidaturas.

A van com os comunicadores partiu cedinho, enfrentando os 290 km de distância de Delmiro Gouveia até a sede do MDB, em Maceió. Lá, o senador recebeu os integrantes da imprensa e deu declarações que renderam matérias em que o ex-presidente do Senado ressaltou apoiar Lula e ter o suposto apoio de 100 dos 102 prefeitos alagoanos. Na saída do encontro, o almoço foi bancado para a imprensa sertaneja em um bar que serve buchada e feijoada.

“Não sei como foi, mas eu não paguei nada. Havia uma van disponível. Não houve custo pra ninguém dos comunicadores. Não houve custo algum com a alimentação. Confesso que não lembro do nome do restaurante. Lembro que era um bar”, disse um dos comunicadores que atendeu ao convite para a coletiva com Renan e pediu que não tivesse a identidade revelada.

A informação foi confirmada por outros três repórteres que conversaram com o Diário do Poder, também com a preocupação de não ter a autoria de suas declarações identificadas.

Uma minoria insignificante dos profissionais custeou a viagem, a exemplo do jornalista Paulo Lima, que disse à reportagem que a Rádio Delmiro não utilizou a van para a viagem, nem esperou pelo almoço, após a entrevista coletiva da qual participou. “Fomos na viatura da emissora e não almoçamos junto o pessoal, mas por nossa conta”, disse Paulo Lima.

A legislação eleitoral veta qualquer tipo de propaganda paga em emissoras de rádio; e apenas permite a divulgação de opiniões favoráveis a candidatos na imprensa, se não se tratar de matéria paga.

Jogou para a Secom

Apesar de o convite ter sido feito aos comunicadores sertanejos com antecedência por uma interlocutora da campanha, a assessora de imprensa do senador Renan disse inicialmente ao Diário do Poder que o candidato à reeleição nem sabia que encontraria a comitiva da imprensa. Negou ter havido entrevista e atribuiu a organização da logística da agenda ao secretário de Comunicação do governo de Renan Filho (MDB), jornalista Ênio Lins, que também apareceu para a foto.

“Foi uma visita de radialistas de Delmiro Gouveia a Maceió. Foi organizada pelo Ênio Lins, secretário de Comunicação do estado. Renan nem sabia que eles iriam, e recebeu para uma conversa. Não teve almoço com ele e nem nada. Acho que foram para um evento da Comunicação. Nada a ver com o senador. Só recebeu o pessoal levados pelo Ênio. Teve nem entrevista. Fizeram matéria para aproveitar que tiveram acesso. Vamos combinar meu caro, que o senador nem de longe precisa desses subterfúgios pra ser entrevistado, né?”, disse a assessora Izabelle Torres ao Diário do Poder, pelo aplicativo de mensagens.

Mas o secretário Ênio Lins garantiu à reportagem que também estava ali como convidado. “A Secom está 100% fora de campanha. Como era feriado (Dia da Padroeira de Maceió) eu apareci por lá para falar com os colegas. Se não fosse feriado eu nem poderia, pois era horário de expediente”, disse Ênio.

Todos os profissionais ouvidos pediram para não ser identificados na matéria e negaram haver outra agenda que não fosse a de entrevistar o candidato à reeleição ao senado pelo MDB.

Após dizer que acreditava ser mentira o fato de a viagem dos comunicadores ter sido exclusivamente para entrevistar Renan, e receber uma das matérias produzidas na coletiva com o senador, a assessora supostamente desinformada concluiu que não sabia responder quem custeou a comitiva. Mas não repassou outro contato que pudesse esclarecer a situação.

O Diário do Poder ouviu alguns dos profissionais, que confirmaram que o convite foi feito por Veruska Alcântara, outro disse que o ex-vereador de Delmiro Gouveia Edvaldo Nascimento (PCdoB) teria organizado. Nenhum deles respondeu às tentativas de contato e mensagens enviadas pedindo esclarecimentos sobre o custeio do passeio.

Reportar Erro