Mais Lidas

Foragido

Ex-prefeito acusado de tráfico é preso em Alagoas, dois meses após romper tornozeleira

Leopoldo Pedrosa estava foragido após violar monitoramento eletrônico

acessibilidade:

Foragido há dois meses, após violar sua condicional danificando sua tornozeleira eletrônica, o ex-prefeito de Maribondo (AL), Leopoldo César Amorim Pedrosa (PRB), foi preso na madrugada desta terça-feira (12), em uma casa em Paripueira (AL), por agentes da Polícia Civil de Alagoas, em uma operação para cumprir mandado de prisão expedido pela Justiça.

Segundo a polícia, o político que voltou para Alagoas para comemorar o Dia das Mães responde a processo pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de armas, resultante de sua prisão em flagrante, em dezembro de 2019, quando estava armado com uma pistola calibre .380, sem registro, em um bar de Arapiraca (AL). Naquela ocasião, policiais cumpriam mandado de prisão temporária contra o então prefeito, pela acusação de homicídio, quando ele teve apreendido um quilo de cocaína em buscas realizadas em sua fazenda, em Maribondo.

Além do cumprimento do mandado de prisão em aberto, o ex-prefeito voltou a ser autuado por posse ilegal de arma, já que, no momento da prisão, estava com uma pistola calibre 380 na cintura.

“Ele chegou a ser preso e foi colocado em liberdade provisória mediante uso de tornozeleira. Há dois meses, houve uma notificação de rompimento do equipamento, possivelmente ao saber que a prisão havia sido decretada novamente pela Justiça alagoana. Na época do crime, ele ainda era prefeito de Marimbondo e renunciou após a prisão”, concluiu o delegado Gustavo Henrique.

Além desses dois episódios, Leopoldo Pedrosa tem passagens anteriores pela polícia, que o levaram a prisões por crimes de porte ilegal de arma de fogo, por dirigir embriagado e portar documento falso, além do crime enquadrado pela Lei Maria da Penha, que o levou a usar tornozeleira eletrônica. E ainda é réu em ação penal decorrente de sua prisão por lesão corporal contra sua ex-mulher e ex-sogra, em 2017.

A prisão de hoje foi executada por policiais da Divisão Especial de Investigação e Capturas (DEIC) e da Delegacia Regional de São Miguel dos Campos. A ação foi coordenada pelos delegados Gustavo Henrique e José Carlos, da DEIC, com o apoio do delegado João Marcelo, e de sua equipe da delegacia regional de São Miguel dos Campos.

Ex-vereador preso

Em outra operação com apoio do Tático Integrado de Grupos de Resgates Especiais (Tigre) e da Seção Antissequestro, agentes da Deic prenderam um ex-vereador da cidade de Tanque D’Arca, que estava foragido da Justiça. Segundo o delegado Gustavo Henrique, o ex-vereador de 42 anos, tinha mandado de prisão em aberto, expedido pela Comarca de Anadia, pelo crime de homicídio.

“Após investigações e diligencias, realizadas pelos agentes da DEIC, foi encontrado o lugar onde o suspeito estava homiziado. A prisão aconteceu em um sítio, no povoado Riachão, localizado na Zona Rural de Tanque D´Arca”, relatou Gustavo Henrique.

Ainda de acordo com o delegado, o ex-vereador ainda responde a mais dois processos, um por porte ilegal de arma de fogo e o outro por homicídio. (Com informações da Ascom PC/AL)