Mais Lidas

Conquista no Uruguai

Estudantes alagoanos conquistam prêmio internacional de robótica

Equipe do Sesi foi premiada por atitude respeitosa e ficou entre as dez melhores do torneio da FLL

acessibilidade:

Após dez meses de treinamento, alunos da equipe Robocamb, da Escola Sesi Cambona, de Maceió (AL), conquistaram para Alagoas um título inédito do Torneio Internacional de Robótica First Lego League (FLL), realizado no último fim de semana, em Montevidéu, no Uruguai.

Os alagoanos conquistaram o primeiro lugar na categoria “Gracious Professionalism” durante o primeiro torneio da FLL promovido na América Latina. A competição reuniu 66 equipes de países como Argentina, Colômbia, México, Estados Unidos, Espanha, África do Sul e Israel.

O prêmio que o time do Sesi Cambona ganhou reconhece a equipe cujos integrantes mostram respeito entre si e aos demais concorrentes durante todo o evento, evidenciando que é possível competir amigavelmente e crescer juntos dentro e fora do jogo.

“É a primeira vez que uma equipe de robótica alagoana conquista, num torneio internacional, uma premiação em 1° lugar. Voltamos para o Brasil muito felizes por termos alcançado mais essa conquista”, disse o professor de robótica da Rede Sesi Alagoas, Eduardo Monteiro Cerqueira.

Mais do que uma grande vitória, foi um fim de semana de muito aprendizado. “Ficamos entre as dez melhores equipes de todo o torneio! Após as reavaliações e últimos rounds temos a alegria de ter obtido muito conhecimento e compartilhado nossas experiências com inúmeras equipes!”, destacou a aluna Joyce Sapucaia, 16 anos, do 2° ano do ensino médio da Escola Sesi Cambona.

A diretora de Educação e Tecnologia do Sesi/Senai, Cristina Suruagy, parabenizou a equipe e destacou a importância da conquista internacional que, segundo ela, condecora o trabalho conjunto entre professores, alunos, gestores.

“A cada vitória, a certeza de que a educação Sesi/Senai está no caminho certo. É com imensa satisfação e orgulho que recebemos esse prêmio e isso só nos dá mais responsabilidades, porque o nível vai ficando ainda mais alto! Parabéns à Robótica Sesi/Senai”, afirmou.

Desafios

Nos torneios internacionais, os times enfrentam o desafio Into Orbit (Em Órbita). Os estudantes precisam pesquisar sobre as questões relacionadas a viver e viajar no espaço e devem identificar e propor uma solução inovadora para um problema físico ou social enfrentado durante as viagens de exploração espacial.

Na arena, os robôs feitos pelos próprios alunos com peças de LEGO ainda precisam cumprir missões e desafios na mesa da competição. As equipes garantiram vagas para a disputa durante o Festival Sesi de Robótica, em março, no Rio de Janeiro. (Com informações da Ascom da Fiea)