Fora de áreas de risco

JHC exalta saída de 3.580 famílias de favelas para casas dignas, em Maceió

Prefeito destaca ações pela segurança e dignidade para mais de 14 mil maceioenses pobres

acessibilidade:
Prefeito JHC celebra com crianças a entrega de habitações, no Parque da Lagoa, no Vergel. Foto: Edvan Ferreira/Secom Maceió

O prefeito João Henrique Caldas, o “JHC” (PL), destacou seu compromisso com a promoção de vida mais digna à população de Maceió, ao exaltar a retirada de 3.580 famílias das áreas de risco em favelas e grotas da capital alagoana, que passaram a viver em novos conjuntos habitacionais entregues em seu mandato. O relato sobre avanços sociais foi feito na edição desta segunda-feira (10) do programa “Bom Dia, Prefeito”, nas emissoras da rede Maceió é Massa de Rádio.

O prefeito JHC destacou ações que visam dar segurança e dignidade a mais de 14 mil maceioenses em vulnerabilidade social. Ao destacar que dá prioridade em transformar favelas em conjuntos habitacionais.

“É uma política relevante e assegurar casas dignas para as famílias representa um avanço social gigante. Desde o início da gestão, já são 3.580 famílias que receberam casas próprias, que tiveram as suas vidas modificadas positivamente e agora conseguem viver de uma forma completamente diferente. Estas pessoas residiam em áreas de risco e em situação de vulnerabilidade social. Isso representa 12 mil pessoas beneficiadas com lar próprio e digno”, relatou JHC.

Prefeito JHC recebe abraço de moradora beneficiada com apartamento, no bairro Benedito Bentes. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió

Virando jogo

Após detalhar o processo de orientação, cadastro, identificação para que a população mais pobre consiga participar dos sorteios das casas, o prefeito citou a transformação por que passa o Vergel do Lago, bairro historicamente conhecido como um “bolsão de miséria” em Maceió, na orla da Lagoa Mundaú. E destacou que orla lagunar recebeu investimentos em saneamento, convívio social, infraestrutura de lazer para as famílias.

“Trataram, por muito tempo, o Vergel como ‘um lixão a céu aberto’. As pessoas conviviam com porcos, lama, bicho-de-pé. As crianças brincavam em meio a essa situação toda. Naturalizaram isso por muito tempo. Mas, nós viramos o jogo por meio de uma série de ações coordenadas entre as principais secretarias. Transformamos o local e agora as pessoas residem em casas dignas no Parque da Lagoa, com 1.776 apartamentos. Essa obra estava parada e existindo somente no papel”, afirma o prefeito.

Lares e luz para dignidade

Iniciada em 2021, a administração de JHC entregou a 14.320 pessoas com habitações nos conjuntos Vale Bentes 2, com 500 unidades; Oiticica 1 e Oiticica 2, com 500 unidades cada; Alamedas do Pontal, com 480 habitações; Alamedas Jatiúca, com outras 480 casas; Alamedas Farol, com 480 unidades; Parque da Lagoa, na primeira fase, com 160 unidades, e o Alamedas Pajuçara, com mais 480 unidades.

E o prefeito informou que também está construindo mais três mil unidades habitacionais nos bairros Santos Dumont, Santa Amélia e Benedito Bentes.” A previsão é contemplar mais 15 mil pessoas com moradias próprias”, adianta JHC.

Na sua entrevista, o prefeito do PL ainda criticou ex-prefeitos que investiam em iluminação públicas apenas nas áreas nobres.

“Democratizamos a iluminação para os bairros, grotas, comunidades e favelas. O nosso parque de iluminação precisa beneficiar o maior número de pessoas e estamos ampliando os investimentos”, disse o prefeito, ao citar mais de 20 grotas contempladas com iluminação de LED, e outras 20 comunidades pobres a serem beneficiadas em nova fase da política pública que também garante segurança.

Reportar Erro