Mais Lidas

Violência em Alagoas

Carro de prefeito é atingido por tiros no Sertão de Alagoas e a polícia investiga

Edimar Barbosa relatou que conseguiu escapar para matagal, em Ouro Branco (AL)

acessibilidade:

A Polícia Civil de Alagoas já investiga a ocorrência de tiros disparados na noite de ontem (11) contra o veículo do prefeito do município Ouro Branco, no Sertão de Alagoas. O objetivo é saber se Edimar Barbosa (MDB) sofreu uma tentativa de latrocínio ou de homicídio.

O delegado-geral da Polícia Civil de Alagoas, Paulo Cerqueira, informou ao site Gazetaweb que, por enquanto, não dá para tipificar o crime. Sabe-se, no entanto, que o veículo conduzido por Edimar foi alvo de disparos de arma de fogo. Ainda houve tempo de o prefeito conseguir abandonar o automóvel e fugir em direção a um matagal.

Provavelmente, os interrogatórios serão iniciados ainda nesta manhã de sexta-feira. Edimar estava sozinho quando dois motoqueiros não identificados se aproximaram do veículo em que ele estava e um deles efetuou os disparos. O atentado aconteceu nas proximidades do povoado Capiazinha.

O crime está sendo investigado pelo delegado Diego Nunes, que vai contar com o suporte da equipe da Delegacia Regional de Santana do Ipanema, comandada pelo delegado Hugo Leonardo, responsável pelos primeiros levantamentos que serão repassados ao titular do inquérito.

Em entrevista à Rádio 98 FM, o coronel Walter do Valle, comandante do policiamento do interior, disse que as primeiras diligências do caso foram feitas pelos militares que integram o Cisp [Centro Integrado de Segurança Pública] de Ouro Branco. Nenhum suspeito foi localizado até o momento.

Segundo o comandante, o prefeito se assustou, mas foi habilidoso ao conseguir escapar dos tiros disparados por um revólver do calibre 38. Os projéteis atingiram a lateral e a parte traseira do carro.

“Tranquilizamos o prefeito, que é uma pessoa pacata e serena, sem envolvimentos com nada na cidade, e fizemos a vigilância do entorno da casa dele por determinação do comandante da PM, coronel Marcos Sampaio”, revelou Do Valle. (Com informações da Gazetaweb)