Mais Lidas

Indeferidos em Alagoas

Alagoas tem 17 candidatos indeferidos como 'fichas-sujas'

Oito dos alagoanos pegos na Lei da Ficha Limpa recorrem ao TSE

acessibilidade:

Pelo menos 17 candidatos alagoanos tiveram candidaturas barradas pela Justiça Eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa. É o que diz a última lista divulgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), onde constam um candidato a prefeito, um a vice-prefeito e 15 a vereador, um deles, usa o nome de urna de "Super Caçador de Corruptos", o Bekman Amorim de Moura (PTC).

Os indeferimentos encaminhados ao TSE tiveram origem no Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL). Na instância superior, será feito o cruzamento de dados com vários órgãos de controle externo, a exemplo dos tribunais de contas e do Ministério Público Federal, cujos levantamentos serviram de base para a reprovação automática das candidaturas indeferidas.

Dos 17 candidatos alagoanos impedidos pela Lei da Ficha Limpa, oito recorreram ao TSE, em busca da revisão da punição. Mas a análise da situação concorre com os recursos de candidatos indeferidos em todo o Brasil. Por isso, há chances de o julgamento desses casos podem não ocorrer antes do pleito de 2 de outubro. O que não impede que os candidatos mantenham as campanhas e sejam votados, para somente depois se reconhecer a validade ou não dos votos.

Somente em casos de indeferimento definitivo os candidatos deixarão de aparecer nas urnas eletrônicas.

Os seguintes candidatos alagoanos indeferidos como 'fichas-sujas' aguardam o julgamento do TSE:

Para vereador: 

– Bekman Amorim de Moura, o Super Caça Corruptos (PTC/Maceió); 

– Carlos José de Lima, o ‘Ze de Juca’ (PP/Quebrangulo);

– Edilene do Nascimento Alves (PRB/Paulo Jacinto);

– Gabriel Brandão Gomes (PSB/Mata Grande);

 Ivaldo Ferreira da Silva, o Ivaldo (PMN/Jundiá); 

– Laerson Antônio da Silva (DEM/Ibateguara);

– Sebastião Caetano da Silva, o Sebastian (DEM/Ibateguara)

Para vice-prefeito:

Beroaldo Rufino da Silva (PP/Jundiá)

Outros candidatos que não recorreram do indeferimento são: Antônio Lopes Neto (PMN), Clodoaldo de Jesus Teodoro (PMN) e Josefa Hilda da Silva (PMN), candidatos a vereador de Junqueiro; Camila Damasceno (PTC, Damião Vieira de Castro (PSL) e Sônia Maria Teixeira Soares que disputam vaga na Câmara de Quebrangulo. Além do candidato a prefeito de São Luiz do Quitunde, João Alves Cordeiro (PP) e dos candidatos a vereador Joselito Paulino da Silva (PRTB), de Tanque d'Arca, e de José Francisco dos Santos (PSC) de Santana do Ipanema.

O Diário do Poder não conseguiu apurar o motivo do indeferimento, nem manter contato com todos os listados.