Mais Lidas

Mais uma vez

Agnelo Queiroz é acusado de improbidade administrativa

Pela reintegração ilegal à PM do ex-deputado Marco Lima

acessibilidade:

O ex-governador Agnelo Queiroz (PT) é réu em mais uma ação, desta vez a acusação é de improbidade administrativa. Agnelo é acusado de reintegrar de forma ilegal o ex-deputado Marco Lima a corporação da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF).

A denúncia é do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), que também apontou como réus  Rogério da Silva Leão, ex-secretário da Casa Militar do Distrito Federal, Paulo Machado Guimarães, ex-consultor jurídico do Distrito Federal, Tulio Kayson Ferreira Malheiros, ex-chefe do Núcleo de Gerência Institucional de Assuntos da PMDF e Raimundo Dias Irmão Junior, ex-advogado da Consultoria Jurídica do Distrito Federal.

De acordo com o MP todos tiveram participação no processo de reintegração do policial militar. O pagamento retroativo para Lima causou o prejuízo aos cofres públicos superior a R$ 1 milhão. 

Reportar Erro