Segunda vitória

Agnelo é absolvido em ação de improbidade por nepotismo

Até agora, Agnelo Queiroz já se livrou de duas das nove ações

acessibilidade:

O ex-governador Agnelo Queiroz foi absolvido de mais uma das nove ações que sofre por improbidade administrativa por nepotismo, protocoladas pelo Ministério Público. Segundo o MP, o ex-governador teria contratado um casal para a chefia da assessoria especial de agendamento do governo e para a administração do Lago Sul. O juiz, no entanto, entendeu que o fato não é suficiente para configurar improbidade, já que não eram parentes de Agnelo e eles não trabalhavam em relação de hierarquia. Até agora, Agnelo já se livrou de duas das ações.

Agnelo comandou o GDF na gestão anterior, entre 2011 e 2014. Desde que deixou o governo, vem sofrendo ações promovidas pelo Ministério Público por improbidade administrativa. Além das nove por nepotismo, enfrenta outras cinco, protocoladas este ano. Entre elas, supostas irregularidades em contratos do GDF.

Reportar Erro