Eles só querem factóide

Aécio reclama de deputados que pedem audiências públicas e somem

Tucano diz ser vergonhoso mover uma enorme logística para viabilizar reuniões e depois não aparecer

acessibilidade:
audiências públicas e duas foram realizadas sem a presença dos autores, os deputados Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Perpétua Almeida (PCdo B-AC) Foto: Gustavo Sales)

Na reunião desta quarta-feira (16), o presidente da Comissão das Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN) deputado Aécio Neves (PSDB-MG), cobrou dos deputados participação nas audiências públicas do colegiado.

Ele afirmou que é vergonhoso mover uma enorme logística para viabilizar essas reuniões e, depois, nenhum deputado aparecer, nem mesmo, os autores dos próprios requerimentos.

O tucano destacou que não se pode vulgarizar esse instrumento, se referindo as audiências públicas, “só para fazer média com militantes”.

Disse, ainda, que os deputados que apresentam esses requerimentos  serão os responsáveis pelas reuniões e irão “presidi-las”.

Aécio determinou que as audiências públicas somente serão realizadas nas segundas e sextas, dias que os deputados não costumam trabalhar.

Até o momento, foram aprovados oito requerimentos para a realização de audiências públicas, sendo que duas, foram realizadas sem a presença dos autores, os deputados Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Perpétua Almeida (PCdo B-AC)