Bolso cheio

Telefonia já rendeu R$800 bilhões em impostos desde a privatização

Governo tomou tudo isso das operadoras de celular e quase nada reverteu ao usuário

Telefonia já rendeu R$800 bilhões em impostos desde a privatização

Operadoras de telefonia, reunidas há dias em Brasília, concluíram que estão em situação pior do que as transportadoras e os caminhoneiros. É que chega a 40%, em média, a carga tributária paga pelo consumidor na conta de celular. Em Rondônia vai a 57%. Desde a privatização da telefonia, em 1995, as empresas do setor já pagaram aos governos locais e federal mais de R$800 bilhões em impostos. Para que mesmo? A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O governo criou os fundos Fust e Fistel, cobrados na conta de telefone, para fabricar superávit primário e tomar dinheiro de quem tem celular.

Só o tal Fust já acumula mais de R$5 bilhões, que jamais foram usados em favor do usuário. Só em manobras contábeis dos governantes.

Outra vigarice do governo se materializou no fundo de “fiscalização das telecomunicações” (Fistel), cujo saldo em abril era de R$10,5 bilhões.

Operadoras de celular ainda se veem chantageadas em vários Estados e municípios, para conseguirem instalar suas torres de transmissão.

André Brito
André Brito
| Atualizado