Publicidade
Preso há 5 meses
STJ solta acusado por furto de R$ 32 em desodorantes
Réu primário, ele não tinha condições de pagar fiança de um salário
Publicado: 16 de março de 2017 às 12:01
Redação
STJ réu primário Defensoria Pública São Paulo furto desodorantes salário mínimo fiança Feliz Fischer
Publicidade

 
Busca
Redes sociais
@diariodopoder
© 1998 - 2017 - Todos os direitos reservados