Publicidade
15 de Janeiro de 2018
A Odebrecht colocou à disposição do ex-presidente Lula um jato executivo capaz de levá-lo a qualquer lugar do mundo, ora a serviço da empreiteira, ora para uso pessoal. Ele agia como se o jato fosse de sua propriedade. Integrantes da força-tarefa da Lava Jato suspeitam que o luxuoso Gulfstream G200 pode ter sido adquirido para o petista tão logo ele deixou a presidência da República, no final de 2010.
Uma das linhas de investigação é sobre a suposta compra do jatinho no âmbito da “conta-corrente” de Lula delatada pela própria Odebrecht.
A suspeita de “uso exclusivo” decorre da informação de que Lula teria escolhido pessoalmente a tripulação do Gulfstream.
Lula usou esse jato a serviço da Odebrecht ou cumprindo agenda pessoal, segundo revelou o ex-diretor Alexandrino Alencar.
Alexandrino Alentar, que foi preso na Lava Jato, fez acordo de delação premiada e reforçando acusações de tráfico de influência contra Lula.
Publicidade
O comando do Judiciário mudará de mãos em setembro, com a posse do paulista Dias Toffoli na presidência do Supremo Tribunal Federal (STF). E um grande amigo dele, ministro João Otavio de Noronha, assumirá a presidência do Superior Tribunal de Justiça (STJ). E, este ano, passará a chefiar a corregedoria nacional de justiça do Conselho Nacional de Justiça o alagoano Humberto Martins, ministro do STJ.
Toffoli foi recebido com certa reserva, ao ser nomeado em 2009, mas conquistou o respeito do STF e aos 50 anos chegará à sua presidência.
Além de ser um dos ministros mais admirados, João Otavio de Noronha também construiu sólida liderança no STJ, que finalmente vai presidir.
O ministro Humberto Martins, próximo corregedor nacional de Justiça, é um mestre do relacionamento, mas também é austero nas decisões.
O PT promete começar no dia 13 seus “atos por todo o país” contra o julgamento do recurso no TRF-4, dia 24, de Lula, condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 9,5 anos de cadeia.
Em contrapartida, o vigilante movimento “Vem Pra Rua” fará atos em defesa da Justiça e contra a corrupção em pelo menos dez cidades, como Belo Horizonte, Fortaleza, Maceió, Rio de Janeiro e São Paulo.
O deputado Otávio Leite (RJ) já havia prometido que seu partido, o PSDB, “tomaria a frente” de negociações para derrubar o veto ao Refis para pequenas e microempresas. Ainda continua em cima do muro.
O PT diz, em seu site oficial, que são 1.809.280 filiados ao partido. Mas em suas manifestações contra o “golpe”, contra o impeachment ou em defesa de Lula, jamais conseguiu reunir nem dez por cento desse total.
O governo Temer comemorou esta semana o anúncio de que a inflação no Brasil em 2017 é a mais baixa desde 1998 (2,95%), mas celebrou também o índice para famílias mais pobres: 2,07%, o menor da história.
A nota sobre o rebaixamento da economia pela Standard & Poor’s (BB para BB-) deixa claro que o governo vai lavar as mãos se o Congresso não aprovar medidas fiscais, especialmente a reforma da Previdência.
O PT prometeu esta semana que a Comissão Executiva Nacional fará “reunião ampliada para reafirmar a candidatura de Lula à presidência da República” no dia 25. Mas só se ele ainda estiver solto.
O abaixo-assinado contra a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) no ministério do Trabalho é, de longe, o menos relevante dos últimos anos: apenas 343 assinaram a petição no Change.org.
...neste Dia do Adulto, era de se esperar que muitos políticos agissem como tal. Mas eles ainda estão de férias.
Publicidade
busca
colunas anteriores

 
Busca
Redes sociais
@diariodopoder
© 1998 - 2018 - Todos os direitos reservados