13 de Março de 2017

A legislação prevê 513 vagas para deputados federais eleitos nos 26 Estados e no Distrito Federal, mas o dinheiro do contribuinte é usado para pagar um total de 1.476, quase o triplo. A conta inclui, além dos deputados atuais, 501 que são aposentados, número correspondente a outra Câmara), além de 515 beneficiários que recebem pensão devido ao falecimento de 462 deputados que já exerceram mandato na Casa. Na Câmara, deputados podem se aposentar a partir de dois anos de mandato, fazendo opção pelo Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC). 

Cada deputado ganha por mês R$33.763, além de imóvel funcional ou auxílio-moradia de R$ 5.253 e até R$ 45 mil em despesas ressarcidas.
A Câmara já deu posse a 554 deputados, entre titulares e suplentes, desde a eleição de 2014, apesar de só existirem 513 vagas.
Além das regalias, deputados federais dispõem franquias de selos, telefones e passagens aéreas, inclusive os que moram em Brasília.
Segundo o departamento de pessoal da Câmara havia, em dezembro do ano passado, 501 deputados aposentados. Quase outra Câmara.
Publicidade
O governo Michel Temer pagou R$ 13,5 milhões em diárias no mês de janeiro deste ano a servidores, que também torraram outros R$ 6 milhões com cartões corporativos nos primeiros dois meses do ano. No mesmo período, sob comando da ex-presidente Dilma, em 2015, o gasto com cartões superou os R$ 7 milhões e o valor pago em diárias foi de mais de R$ 48 milhões por mês, em média.
No governo atual em relação ao governo petista houve redução de 72% com gastos de diárias de servidores e 15% com cartões corporativos.
Durante governos do PT, o uso dos cartões foi alvo de chuva de denúncias por gastos com tapioca etc: R$ 689 milhões em 14 anos
Durante o governo Lula, para evitar a fiscalização, foi criada uma lei que esconde mais de 90% dos gastos de quem os paga: o contribuinte.
O prefeito João Dória Jr já não é um ilustre desconhecido no Nordeste. Se a eleição presidencial fosse hoje e ele o candidato do PSDB, teria 4% dos votos em Alagoas, de acordo com levantamento do Paraná Pesquisa. Ele tinha 4% no início da campanha à prefeitura paulistana.
O ex-presidente Lula será ouvido, mais uma vez, pelo rigoroso juiz federal Vallisney de Souza Oliveira. O depoimento do petista está marcado para a próxima terça-feira (14), às 10h, na capital.
É grande a expectativa em Brasília pela da “Lista Janot 2”, nesta segunda-feira, com nomes de políticos citados nas delações dos 77 executivos da empreiteira Odebrecht, a mais enrolada da Lava Jato.
As assembleias legislativas de Amazonas, Rondônia e Mato Grosso quase não têm mulheres. Em cada uma dessas Casas Legislativas, só uma única deputada e 23 deputados.
Na contramão das críticas à saúde pública, o HRAN (Hospital da Asa Norte), em Brasília, tem sido elogiado pelos pacientes, surpreendidos pelo nível de atendimento e qualidade dos equipamentos à disposição.
A Advogada-Geral da União, Grace Mendonça, é muito bem avaliada pelos colegas no governo federal. Ela tem sido figura constante em reuniões palacianas e se tornou a mulher forte do governo Temer.
O Superior Tribunal Militar (STM) vai empossar, dia 16, às 17h, seu novo presidente, ministro José Coelho Ferreira, e, na vice-presidência o ministro general de Exército Lúcio Mário Barros Góes.
Depois de protesto de servidores, a diretoria-geral da Câmara dos Deputados desistiu de cortar funções e gratificações dos concursados para liberar espaço no orçamento para comissionados e apadrinhados.
...já é março e na Esplanada o ano mal começou.
Publicidade
busca
colunas anteriores

 
Busca
Redes sociais
@diariodopoder
© 1998 - 2017 - Todos os direitos reservados