12 de Agosto de 2017
Amazonino Mendes (PDT) já pode mandar fazer o terno da posse: se a eleição suplementar de segundo turno para o governo do Amazonas fosse realizada hoje, ele receberia 65% dos votos válidos, contra apenas 35% do rival Eduardo Braga (PMDB). A pesquisa do instituto DMP, da Rede Tiradentes, tem 2,8% de margem de erro, para mais e para menos, e está registrada na Justiça Eleitoral sob nº AM-07699.
No primeiro turno, o DMP registrou impressionante precisão ao prever 38,4% para Amazonino. Apurados os votos, ele teve 38,7% dos votos.
Considerando o total de votos, Amazonino teria 45% e, com 24%, Eduardo tem o mesmo percentual de “nenhum”. Não sabem 6%.
O levantamento com vistas ao segundo turno no Amazonas ocorreu entre segunda (7) e esta sexta (11), e entrevistou 1.204 eleitores.
Apesar de filiado ao PDT, Amazonino tem apoio amplo, incluindo o PSD do senador Omar Aziz e o DEM do deputado Pauderney Avelino.
Publicidade
O ministro Gilmar Mendes não foge de polêmicas. Ele destacou ontem a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de abrir mão de reajuste salarial, neste momento de crise tão grave, e afirmou que o Judiciário e o setor público “precisam ter um encontro com a realidade”. Ele citou vários casos de ganhos salariais abusivos em tribunais e no ministério público e disse que se criou no Brasil “um tipo de aristocracia togada”.
Gilmar disse ter sido informado de que no Tribunal de Justiça de São Paulo, não há desembargador ganhando menos de R$70 mil líquidos.
Outro abuso citado por Gilmar Mendes foi a criação, em Cuiabá, de um “auxílio técnico” de R$14 mil para procuradores comprarem livros.
O ministro Gilmar acha que esse enfrentamento deve ser feito no plano federal: “Os Estados não têm força para lutar contra esses privilégios”.
Proposta de Maria do Carmo Alves (DEM-SE) cria avaliação periódica de servidores concursados, conforme diz a Constituição. Mal avaliados serão demitidos. Mesmo assim, o relator Lasier Martins (PSD-RS) sofre pressão de categorias do funcionalismo público contra o projeto.
Inteiramente alheio à crise que o Brasil enfrenta, o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região, em Salvador, fará licitação para contratar uma empresa de “personal trainer” a fim de que magistrados e servidores entrem em forma por nossa conta. No horário de trabalho, certamente.
A Petrobras diz ter recebido R$432 milhões em 2016 em decorrência dos ressarcimentos oriundos da Lava Jato. Este ano o valor recuperado deve ser maior, incluindo R$16 milhões, até agora, do condenado Lula.
A média de aposentadorias no setor privado é de R$1,6 mil, com teto de R$ 5,2 mil, enquanto em áreas como Judiciário e no Ministério Público Federal, chegam a R$30mil por mês até a morte.
Além do 13º e do 14º salário (R$67 mil para cada), os deputados federais têm o “cotão” que ressarce despesas de até R$45 mil/mês, sem contar R$102 mil de “verba de gabinete” para até 25 assessores.
Gilmar Mendes criticou o procurador-geral Rodrigo Janot, em entrevista ontem ao programa “Bastidores do Poder”, da rádio Bandeirantes de São Paulo: “Foi o mais nefasto procurador que já passou pela PGR”.
Leitor de Brasília reclama que após contratar novo serviço que requer a troca do modem, a NET só “libera o funcionamento” após uma segunda visita técnica. Mas a nova visita custa mais R$90 ao desavisado cliente.
O Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal vai lançar na terça (15), em frente à sede do governo do Distrito Federal, o Criminômetro, que contabiliza crimes no DF em tempo real. Já inicia com 600 mil.
...hoje é dia de celebrar o Botafogo de Futebol e Regatas, algoz dos campeões da Libertadores, fundado em 12 de agosto de 1904.
Publicidade
busca
colunas anteriores

 
Busca
Redes sociais
@diariodopoder
© 1998 - 2017 - Todos os direitos reservados