O DINHEIRO E SUAS VARIADAS FACES!

Como sobreviver sem o dinheiro? Por mais que queiramos ser muito espirituais, como adquirirmos os alimentos sem ele? Mesmo que tenhamos uma vida de eremita, não poderemos passar sem o vil metal!

Conheci um filósofo que desprezava o dinheiro e dizia se nutrir de alimentos que encontrava na natureza, vestia roupas doadas e vivia para ler e pensar, morando numa palhoça feita com as folhas de coqueiros e troncos de arbustos encontrados ao acaso. Discuti com ele, porque alguém havia comprado as roupas que usava, os livros que lia, então havia uns cobres em sua história.

Como obter os mais simples objetos sem termos algumas moedas? Por mais superior que alguém queira ser não pode dispensar a grana. Ela é a mola de tudo na vida material. Tudo gravita em sua volta. Mesmo que isso nos cause, às vezes amargura, é a realidade. Hoje, como nunca, o dinheiro ganhou mais valor. Estudamos e trabalhamos sempre pensando em melhores ganhos, que nos proporcionem mais conforto e realizem todos os nossos desejos. Que nos possibilitem usufruir de todas as coisas boas e belas que a televisão oferece.

Há pessoas que são extremamente consumistas. Devem além de suas posses por que não resistem ao chamamento das vitrines e aos pregões dos vendedores. Uns roubam e matam para obter o dinheiro fácil, já que por meios lícitos lhes falta capacidade para consegui-lo. Muitas vezes pessoas que pensamos ser corretas, não resistem à tentação de se tornarem ricas e aceitam os mais vis subornos. Mesmo por que a riqueza gera poder, e bem poucos desprezam essa possibilidade.

Hoje em dia, com a televisão nos bombardeando com ofertas irresistíveis, todos querem ter meios para adquiri-las. Para isso usam todas as trilhas, honestas ou não. Até nas igrejas temos que fazer correntes, ofertas, pagar dízimos e outras coisas mais. Como tudo é vendido, é preciso ganhar para pagar o que queremos. E por causa disso há quem venda até o corpo. Aliás, esse é o comércio mais antigo. Mas não creio que valha a pena.

Somos predestinados a uma vida espiritual, mas como seguir por esse caminho se para nossa sobrevivência necessitamos de ganhar dinheiro? O homem criou a moeda e como ela tem seduzido e afligido a humanidade através dos tempos!

Houve alguém que disse que o dinheiro não traz felicidade! Mas houve um outro que acrescentou: mas que ajuda, ajuda!

Não sejamos dissimulados falando mal do dinheiro. É verdade que algumas vezes ele afasta os amigos, destrói as famílias, torna alguns homens insanos, mas que ele, também traz grandes prazeres, quando é administrado com consciência e bondade, não podemos negar.

Publicidade
TWITTER
@colunach

 
Busca
Redes sociais
@diariodopoder
© 1998 - 2017 - Todos os direitos reservados